Estátisticas

Contador

07 junho 2012

Quer andar de avião ? Saiba seu direito

Orientações para viajar de avião à pessoas com deficiência

Conheça as orientações que a empresa de aviação Gol passou para que pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida tenham antes de viajar, podendo assim ser melhor atendidas e não passarem por mal bocados no aeroporto.



Deficientes visuais
Depois de comprar a passagem aérea, o cliente que necessitar de auxílio especial deve entrar em contato com o Atendimento Online pelo site da empresa e informar seu código de reserva (localizador) para solicitar a ajuda no aeroporto e no embarque. Se possível, recomendamos ainda que o deficiente visual selecione sua poltrona fora da área de circulação do avião.
Clientes deficientes visuais, assim que chegam ao avião, são apresentados ao chefe de cabine. Assim, eles podem receber ajuda durante todo voo, caso seja necessário, e as devidas orientações de segurança. Para dar mais independência ao cliente, a empresa também tem dentro do avião folhetos de segurança em Braille.
Caso seja necessário, é possível viajar acompanhado de cão-guia.

Deficiente auditivo
Os clientes com deficiência auditiva também podem solicitar assistência especial da equipe da empresa para ajudá-los na viagem. Para isso, após a compra da passagem aérea, acesse o Atendimento Online pelo site da empresa e informe seu código de reserva (localizador).
Caso seja necessário, também é possível viajar acompanhado de cão-ouvinte dentro do avião. Em caso de dúvida, entre em contato com o Atendimento Online ou ligue para o Serviço de Atendimento ao Deficiente Auditivo pelo telefone 0800 709 0466 (funcionamento 24 horas).

Deficiente intelectual
Se você tem essa necessidade ou vai viajar acompanhado de uma pessoa com deficiência intelectual, solicite o atendimento especial aos funcionários da empresa.
Depois de comprar a passagem de avião, acesse o Atendimento Online em nosso site e informe o seu código de reserva (localizador) para pedir a assistência especial. Assim que chegar ao aeroporto, vá ao balcão de check-in que nossos atendentes estarão prontos para ajudar.
Caso o cliente seja dependente da ajuda de outras pessoas e não possa garantir sozinho seu bem-estar e segurança, é preciso que ele tenha uma autorização médica para viajar ou voe junto de um acompanhante capaz de ajudá-lo. Depois de confirmada a necessidade do auxilio, a empresa oferece a esse acompanhante um desconto de 80% na passagem aérea.Para informações mais detalhadas, veja os conteúdos: Acompanhante e Formulário MEDIF.

Deficiente físico
A empresa oferece cadeiras de rodas para que os clientes com deficiência física ou com alguma dificuldade de locomoção tenham uma viagem mais fácil e prazerosa. Caso seja necessário, é possível solicitar assistência especial de nossos atendentes. Para isso, depois de comprar a passagem de avião, acesse o Atendimento Online do site da empresa e informe o seu código de reserva (localizador).
Cadeiras de rodas ou outro equipamento de ajuda motriz equipados com baterias não derramáveis, estacionárias reguladas por válvula (VRLA) contendo solução ácida na forma de GEL, tecnologia AGM (confinamento por absorção do eletrólito em mantas de micro-fibra de vidro), são permitidos para transporte.
Já cadeira de rodas equipadas com bateria líquido derramável, são aceitas em condições especiais e com restrições, é necessário procurar o SAC para obter informações quanto as regras e restrições.
Recomendamos ainda que o cliente com necessidade especial reserve sua poltrona nas primeiras fileiras do avião e evite áreas de circulação.
Tanto em situações definitivas (exemplo: sequelas de acidentes) quanto em temporárias (exemplo: gesso em toda perna ou pós-operatório), é preciso que o cliente viaje com o relatório médico e tenha preenchido o formulário MEDIF.

Outras perguntas
Há funcionários na recepção e comissários de bordo que conhecem a língua de sinais?
Sim, a empresa possui colaboradores que conhecem LIBRAS.
A empresa fornece um treinamento a fim de melhor lidar com as pessoas com deficiência?

Sim, a empresa possui um treinamento que se chama Atendimento às Prioridades que trata como deve ser o atendimento ao Deficiente. Nele são abordados os tipos de deficiência e como atender cada uma delas.
No caso da pessoa com deficiência visual ter um cão-guia, quais são os procedimentos?

A empresa entende as limitações de alguns clientes e procura deixar a viagem de todos a mais simples e fácil possível. Por isso, permite que clientes com deficiência auditiva, visual ou física, além de idosos, que dependam inteiramente de um cão-guia, cão-ouvinte ou cão-assistente treinado para conduzi-los, possam viajar com o animal na cabine de passageiros.
O transporte do cachorro é gratuito, mas para que ele aconteça é preciso que o cliente tenha a identificação do cão, a comprovação de treinamento e das vacinas do animal.
Veja todos os documentos que o cão-guia, cão-ouvinte ou cão-assistente precisa ter para viajar no avião com um cliente com necessidades especiais tanto em voos nacionais quanto internacionais.
No que se refere ao desembarque de uma pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida, como isso é feito? Há elevadores ou outro dispositivo para que o desembarque possa ser feito com segurança?

A empresa possui funcionários especialmente treinados para atendê-los. Passageiros que necessitam de atendimento preferencial devem comunicar, com 72 horas de antecedência, exclusivamente pela Central de Atendimento ao Cliente (0300 115 2121), apresentando relatório médico e, se necessário, o formulário MEDIF (Medical Information Sheet) preenchidos. Dessa forma, o passageiro terá toda assistência no seu embarque, voo e desembarque por parte dos colaboradores da empresa.

Nenhum comentário: